Mensagens

MENSAGEM ESPIRITUAL DA COVID-19

A COVID-19 E DEMAIS DOENÇAS SÃO SATANICAMENTE PRODUZIDAS.

O VÍRUS SE ESPALHA PELO PLANETA MATANDO PESSOAS.

Estamos sendo atacados pela maldade espiritual, através de Satanás e de seus demônios com mortes e doenças.

Os cientistas, médicos, infectologistas, a OMS, o SUS estão procurando respostas terrenas em realidades espirituais a respeito do surgimento da COVID-19 e demais enfermidades que atacam a humanidade, através dos tempos, que estão ocasionando (ou ocasionaram) MILHÕES de mortes por todo mundo. Realidades espirituais que a humanidade não aceita! A Bíblia é o reflexo fiel do que acontece com a humanidade, que é digna de ser consultada a respeito desse vírus que assola as pessoas em todo o mundo – acreditem ou não – Lembro, e faço conhecer a todos que o Nosso Senhor Deus é dono deste mundo e de tudo que nele existe. Salmos24.1-2: Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele. O SENHOR construiu a terra sobre os mares e pôs os seus alicerces nas profundezas do oceano. 1 Coríntios 10.26: Pois como dizem as Escrituras: A terra e tudo que nela existe pertencem a Deus.1Pedro 4.10.11: Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use o seu próprio dom para o bem dos outros! Quem prega ensine a palavra de Deus; quem serve sirva com a força que Deus dá. Façam assim para que em tudo Deus seja louvado por meio de Jesus Cristo, a quem pertecncem a glória e poder para todo o sempre! Amém.

Devemos acreditar na ciência e na poderosa mão de Deus que conduzirá nossos cientistas a encontrar a cura para a Covid-19, quevirá, como vieram curas para outras pandemias já vividas pela humanidade. Isto é Real.

Mas, há regras espirituais a serem observadas.

JÓ 38.33: Você conhece as leis que governam o céu e sabe como devem ser aplicadas na terra?

Sabes tu as ordenanças dos céus? ENTÃO?

Cabe a nós cumprir, para quando estivermos do outro lado desta vida terrena, possamos compreender melhor o que hoje não entendemos!

Arrependo-me de dar respostas humanas e falar sobre realidades espirituais que não entendo.

JÓ 42.1-6: Então, em resposta ao SENHOR, Jó disse: Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos pode ser impedido. Tu me perguntaste como me atrevi a pôr em dúvida a tua sabedoria, visto que sou tão ignorante. É que falei de coisas que eu não compreendia, coisas que eram maravilhosas demais para mim que eu não podia entender. Tu me mandaste escutar o que estavas dizendo e responder às tuas perguntas. Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos. Por isso, estou envergonhado de tudo o que disse e me arrependo, sentado aqui no chão, num monte de cinzas. Palavras de Jó, nossas palavras.

Sabes tu as ordenanças dos céus?

JÓ 2.1-10: A segunda prova de Jó.

Chegou um novo dia em que os servidores celestiais vieram apresentar-se diante de Deus, o Senhor, e Satanás também veio no meio deles. O Senhor perguntou: De onde você vem vindo? Satanás respondeu: Estive dando uma volta pela terra, passeando por aqui e por ali. Aí o SENHOR disse: Você viu o meu servo Jó? No mundo inteiro não há ninguém tão bom tão honesto como ele. Ele me teme e procura não fazer nada que seja errado. No entanto, você me convenceu, e eu o deixei desgraçar Jó, embora não houvesse motivo para isso. Ele continua firme sincero como sempre. Satanás respondeu: É só tocar na pele dele para ver o que acontece. As pessoas não se importam de perder tudo desde que conservem a própria vida. Agora, se estenderes a mão e ferires o corpo dele, verás como ele, sem nenhum respeito, te amaldiçoará. O SENHOR disse a Satanás: pois bem. Faça o que quiser com Jó, mas não o mate.Aí Satanás saiu da presença do SENHOR e fez com que o corpo de Jó ficasse coberto de feridas horríveis, desde as solas dos pés até o alto da cabeça. Jó sentou-se num monte de cinza e pegou um caco para se coçar. E a mulher dele disse: Você ainda continua sendo bom? Amaldiçoe a Deus e morra! Jó respondeu: Você está dizendo bobagens! Se recebermos de Deus coisas boas, por que não vamos aceitar também as desgraças? Assim, apesar de tudo, Jó não pecou, nem disse uma só palavra contra Deus.

Comentários a respeito do capítulo 2 livro de JÓ.

Os testes que provaram Jó continuam provocando a busca de uma resposta à pergunta. “Haverá algo como uma adoração desinteressada”? Porventua uma pessoa adorará a Deus e servirá a Deus apesar de não obter nenhuma vantagem pessoal disso, mas somente sofrimento e dor? A resposta a esta questão se encontra no próprio livro de Jó, cujo livro deve ser lido em sua íntegra, indicando duas versões s serem consultadas a NTLH e ARC. DRAMA NO CÉU: Deus e Satanás disputam o caso de JÓ. O segundo Ato do Drama.

Jó passou pelos primeiros quatros testes, que o deixaram como um miserável (Jó 1.1-19), prostado no chão, afundado em sua tristeza, continuava adorar a Deus. Estava provado que Satanásse enganara, pelo menos até aquele ponto. O drama comprovara o fato de que existe adoração desinteressada. Um homem inocente, apesar de severamente afligido, e sem causa alguma, ainda assim pode adorar a Deus, embora não haja vantagem aparente para ele em tal atitude.O tema principal do livro é adoração desinteressada. Será que um homem adora e serve a Deus somente por causa das vantagens que sua espiritualidade lhe proporciona; pode existir verdadeira adoração sem busca de vantagens pessoais? Fazendo parte necessária desse tema, temos de considerar o problema do mal: o porquê dos sofrimentos? No primeiro diálogo, Deus só chamou Satanás para contemplar o grandioso Jó, o homem perfeito. Agora ele aponta para o que restou daquele tipo de homem, a despeito dos quatros testes severos que Satanás, com a permissão de Deus, contra ele lançara (ver Jó 1.13-19;). Satanás supunha que a lógica de Deus contivesse uma falha; pois, não fora tocado no corpo de Jó, o domínio mais desejado da qual ele continuava a cauidar e a sustentar-se. Embora Jó tivesse sido testado, não fora provado de tal maneira que se transformasse num blasfemo. Qualquer crente pode passar por certos testes, ninguém pode passar por todos os testes possíveis conforme Satanás pensava. O Príncipe do

Mal continuou a duvidar dos motivos de Jó para adorar a Deus. Estava seguro de que esses motivos eram desprezíveis e egoístas, porque todos os homens são essencialmente exclusivistas. O que os homens realmente adoram é o seu próprio “eu”. E vindo outro dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles perante o Senhor. O Senhor disse a Satanás: De onde vens? E respondeu Satanás: De rodear a terra e passear por ela. E disse o Senhor a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, desviando-se do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo-me tu incitado contra ele, para o consumir sem causa. Então, Satanás respondeu ao Senhor e disse: É só tocar na pele dele para ver o que acontece. As pessoas não se importam de perder tudo desde que conservem a própria vida. Estende, porém, a tua mão, e toca-lhe nos ossos e na carne, e verás se não blasfema de ti na tua face! E disse o Senhor a Satanás: Eis que ele está na tua mão; poupa, porém, a sua vida.Então, saiu Satanás da presença do Senhor e feriu a Jó de uma chaga maligna, desde a planta do pé até ao alto da cabeça. Faremos um comentário a respeito: Satanás continuava suas andanças pela terra presumivelmente realizando algum tipo serviço, como filho de Deus em missões delegadas. Satanás teria de prestar contas a Yahweh. Tendo feito tudo quanto podia para destruir Jó, Satanás tinha agora um relatório especial oferecer. Porventura Jó blasfemou contra Deus quando suas riquezas e sua família foram violentamente removidas? Não! Mas, apesar disso, Satanás “sabia” que Jó blasfemaria se seu corpo fosse atacado o que seria uma provação mais severa que a anterior. Satanás lançou-se à aventura de provar que Jó não passava de um hipócrita egoísta, cuja espiritualidade terminaria uma vez que não mais servisse para beneficiar seu próprio “eu”. Jó resistira à perda de suas riquezas e à perda de sua família, mas tocar seu corpo com sofrimento poria fim à sua fé, conforme calculava Satanás. Se Deus permitisse que Satanás prejudicasse o corpo de Jó em breve ficaria evidente que a alegada espiritualidade do homem era apenas um meio de se auto servir. Então ele abandonaria sua adoração e serviço a Deus, como coisas inúteis, e revelaria todo seu egoísmo. De fato, conforme pensava Satanás, Jó cairia em desgraça extrema e pronunciaria blasfêmias abertas, amaldiçoando Deus, a fonte de suas misérias. PESSIMISMO. Os extremos sofrimentos físicos Jó fizeram-no cair na armadilha do pessimismoa definição primária do pessimismo é a de que a própria existência é um mal. O capítulo 3 deste livro, a lamentação de Jó, exprime esse ponto do princípio ao fim. E feriu a Jó de tumores e infecções malígnas. Satanás atingiu Jó com tumores malignos ou úlceras. Roy. B.Zuck avaliou a doença como sendo “penphigus foliaceus”. Essa enfermidade é assim descrita: inflamação, úlceras, coceiras, degeneração das características faciais, perda de apetite, depressão, horrendas pústulas que atraem vermes, dificuldade de respirar, mau hálito, dor contínua, rápida perda de peso, pele escurecida, febre, e descamação da pele: Satanás conhecendo tudo sobre doenças escolheu essa para aplicá-la em Jó.

João 10.10.a: O Diabo está no mundo para matar roubar destruir.

A esposa de Jó o “consola”.

A escandalosa esposa de Jó conseguiu de alguma maneira, escapar aos golpes que acabaram com sua família. Ela havia sido rainha na cidade, gastando o dinheiro de Jó com alegria feroz. Agora o dinheiro dele se acabara, os filhos morreram, e tudo quanto restava a Jó era seu monte de lixo e suas feridas. A mulher de Jó era exatamente como Satanás esperava que fosse. Se ela tivesse alguma espiritualidade, certamente era uma espiritualidade egoísta. Ela não tinha nada de adoração desinteressada. Ver Jó ainda firme em sua fé em sua integridade era o máximo da insensatez na opinião dela. Ela disse a Jó que fizesse o que Satanás dissera que ele faria – amaldiçoar a Deus – e depois disso, morrer, acabando edando fim àquele triste drama. Ela não se preocupava se Jó seria ou não um pecador que estivesse pagando pelos seus erros. Ela simplesmente queria que ele e seu Deus saíssem do caminho. Ela queria que a farsa da fé religiosa terminasse, pois não aguentava tão “inúteis” sofrimentos. (ver Mateus 10.36) Não fazemos juízos humanos sobre esses acontecimentos espirituais que descrevemos nesta e em outras mensagens.

A exposição dos fatos narrados nos capítulos 1 e 2 do Livro de Jó, entre o Senhor Deus e seus servidores celestiais, tem o sentido de destacar os poderes “satânicos” que já possuía Satanás, pela exposição dos acontecimentos manifestos. No Livro de Jó ele é um ser sobrenatural, um espírito, um anjo que tem a missão de testar pessoas a fim de verificar se elas são sinceras ou não na dedicação a Deus. Satanás neste livro não age contra Deus: o seu serviço é feito com a aprovação divina. Já no Novo Testamento Satanás é o Diabo inimigo de Deus, como fica entendido em João 8.43.47:

Presidente diz Covid-19 é um Demônio

O presidente da China, Xi Jinping, disse ao diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), TedrosAdhanom que o novo coronavírus é um "demônio" e que o país está confiante sobre vencer a batalha contra a doença. A China promete derrotar o vírus do "diabo". “O vírus é um diabo e não podemos deixar o diabo afligindo e matando pessoas como está acontecendo”.

PERSEGUIÇÕES E SOFRIMENTOS

MARCOS 13.19-20: Porque naqueles dias – OS DIAS EM QUE VIVEMOS JÁ FAZEM PARTE DO FINAL DOS TEMPOS – haverá um sofrimento tão grande como nunca houve desde que Deus criou o mundo; e nunca mais acontecerá uma coisa igual.Porém o Senhor diminuiu esse tempo de sofrimento e angústia. Se não fosse assim, ninguém seria salvo. Mas, por causa do povo que Deus escolheu para salvar, esse tempo já foi diminuído. AMÉM.

O mundo está sendo abalado por uma série de medidas extremas e radicais praticadas pelo anticristo, o filho de Satanás, em que até a natureza está como que enlouquecida, caótica, desordenada e confusa. – 1 João 4. 3.b: Este versículo pode parecer exagerado; no entanto se considerarmos as predições,  afirmativas, previsões, as profecias feitas pelos místicos contemporâneos, que situam esses eventos em nossa época, além de outros trechos bíblicos, observamos, pelo que o mundo nos tem apresentado no caos, que não há exageros aqui. É NORMAL O CAOS QUE TOMOU CONTA DO MUNDO?

O mundo nunca viu o horror que será GRANDE TRIBULAÇÃO. Considerando o que já se vive nessa agonia extremamente radical com mortes, sofrimentos, ea própria desumanidade dos homens contra seus semelhantes, basta-nos essa declaraçãopara prevera agonia e sofrimento que então haverá. Medite!

O livro de Marcos como os demais textos bíblicos, é um documento cristão, escrito para crentes, a fim de alimentar-lhes a fé, e não essencialmente para criar fé. Portanto, não há como subtrair o livro do Apocalipse e sua severa mensagem, para fora do quadro da igreja cristã, a qual haverá de sofrer muito durante aquele período. O Apocalipse foi escrito para consolar e fortalecer à igreja, sob a perseguição romana (historicamente falando), e sob a perseguição do anticrito, proféticamente falando. O autor dessa profecia não escreveu para uma audiência fantasma, mas para as sete igrejas da Ásia Menor, representantes hoje de todas as igrejas locais. Muitos crentes serão martirizados. Permaneçamos firmes e não percamos a fé, pois Deus está ao nosso lado. Conquistemos a coroa dos martírios. É errado tirar a igreja dessa mensagem, transformando o Apocalipse, essencialmente, em um documento não cristão. Deus, devido a muitas razões, entre as quais consideração por seu povo, diminuirá o tempo do anticristo e dos homens ímpios, e acalmará a natureza, a fim de que a humanidade possa sobreviver,  mais especificamente ainda, possam sobreviver os crentes em Cristo, os remidos.

Apocalipse 6.8: E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se morte; e o hades o seguia com ele. Eles receberam domínio sobre a quarta parte da terra, para matar com a guerra, a fome, com epidemias, peste e com os animais selvagens, as feras da terra: O anticristo em ação, o espírito filho de Satanás.

Os quatros eventos citados no versículo são realidades recorrentes na terra; atualmente em menor intensidade; mas, haverá de acontecer no futuro em escala catastrófica, serão desastres sem precedentes matando bilhões de pessoas. Além disso, grandes pragas – Grande calamidade ou tragédia que afetarão muitas pessoas; pestes, epidemias, a COVid-19 – fazem parte do quadro da morte aqui aludido. Essas pragas se propagarão especialmente após as matanças das guerras. Este selo fala do fato que as horrendas batalhas do período da Grande Tribulação serão seguidas por pragas de todas as espécies. O suprimento alimentar dos seres humanos será destruído.

A natureza será destruída de tal modo que os animais ferozes invadirão áreas habitadas pelos homensà procura de alimentos, e muitos deles serão suas vítimas. Tudo isso se espera venha acontecer durante a Grande Tribulação. Mas, já temos que conviver com essas realidades em menor escala acontecendoem nossos dias. A COVID-19, as guerras, fome por toda parte, pragas gafanhotosdestruindo plantações inteiras pelo mundo são noticiadas e temos visto nas mídias. É preciso registrar, contudo, que o crescimento do número de insetos e pequenos animais nas cidades é fruto do processo deexpansão desordenado e das desigualdades econômicas e estruturais preponderantes no espaço urbano. Assim, em razão da falta de investimentos e planejamento, muitas regiões sofrem com a falta de estrutura – a exemplo de bairros em periferias que apresentam muitos esgotos a céu aberto – o que proporciona a proliferação de pragas e as doenças por elas causadas. Para combater as pragas, não basta simplesmente uma boa dedetização, mas sim de uma correta política de democratização dos espaços na cidade. A superpopulação de uma determinada espécie causará desequilíbrios ecológicos como a extinção de outras espécies, mudanças na composição e estrutura de comunidades, surtos de doenças infecciosas e epidemias parasitas devastação de plantações, Nestes casos, chamamos superpopulações de pragas. Uma espécie com falta de predador e com abundância de recursos disponíveis em seu habitat, tem os fatores ideais para reproduzirem gerando uma superpopulação. Um exemplo que se encaixa nesta situação são as pragas urbanas, que se beneficiam neste ambiente comdisponibilidade de recursos e falta de predador natural, o que provoca descontrole populacional.Esse tipo de praga pode provocar danos à saúde humana, contaminando ou destruindo alimentos e objetos, podendo transmitir doenças. Pombos, por exemplo, são pragas em grandes centros urbanos, chegando a destruir monumentos com suas fezes, além de serem vetores de doenças como a criptococose. Exemplos de pragas urbanas: Baratas, ratos, cupins, brocas, pulgas, escorpiões, aranhas, pombos, carrapatos, moscas, morcegos, mosquitos, percevejos, traças, vespas, grilos, caramujos, roedores, gafanhotos e muito outros. Satanás vem ao longo dos tempos criando as condições necessárias para esse descontrole e, em sua mão estão reunidas todas as formas de morte: guerras, fome, pragas, pestilências. Há somente um cavaleiro, chamado por dois nomes: morte e também hades (inferno); visto que a morte é companheira inseparável do hades. O hades segue os passos da morte: são indivisíveis. “eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se morte; e o hades seguia com ele” “... matar à espada; pela fome...”. Um quádruplo poder destrutivo é dito, apesar de não se tratar de uma lista exaustiva dos meios causarão imensa devastação no mundo, nos últimos dias, podendo Isso ser comparado aos quatro destruidores Ezequiel 14.21: a espada, a fome, as feras e pestilências. Se considerarmos que morte significa pestilência, essas duas listas serão idênticas. Notemos que os juízos divinos tornar-se-ão mais severos neste selo; uma ampla autoridade é dada ao quarto cavaleiro que os demais. Essa intensificação de agonia culminará no Armagedom, uma destruição indescritível, que será necessária, antes dos homens poderem sofrer as influências do Espírito de Deus, para que tenha começo um novo e melhor ciclo da existência humana. O povo clamará: por prosperidade e abundância! Mas a fome se aproxima. As pessoas se orgulham de haver conquistadoas enfermidades mediante a ciência médica, mas as pestilências se avizinham. Os caçadores queixam-se de que os animais ferozes estão desaparecendo e não mais podem caçar, mas as feras pouco a pouco, irão se se multiplicando novamente, para matar milhares e milhares de pessoas. Devemo-nos lembrar de que um quarto da população da terra morrerá somente a esses quatros juízos. Bilhões de pessoas.

O Coronavírus pode ser ensaio de uma próxima grande pandemia, diz médico e matemático da USP

A crise gerada pelo novo coronavírus mudou profundamente o modo de vida contemporâneo no mundo - com consequências que ninguém sabe ainda dizer quanto tempo durarão. Mas pode ser que a Covid-19 não seja a pandemia mais grave a atingir a humanidade nos próximos anos. "Acho que a pandemia do novo coronavírus está mais para um ensaio geral da big one (a maior, ou a grande pandemia), essa sim uma pandemia que pode matar bilhões", diz Eduardo Massad. Médico, físico, professor emérito de Informática Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e professor titular de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV), ele recorre a fórmulas, estudos epidemiológicos e registros históricos para afirmar que o novo coronavírus não será um golpe na expectativa de vida da humanidade, um dos critérios para eleger a maior das pandemias. 

Isaías 55.6: Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Para ele, a peste negra passou perto disso, até mais que a gripe espanhola, pelo impacto demográfico que causou na Europa. Da covid-19, diz, a sociedade tirará lições fundamentais distanciamento social e, especialmente, pesquisas sobre como se comporta essa doença respiratória, algo essencial contra a possível "grande pandemia" futura. Na avaliação de Massad, uma vacina precisaria estar à mão contra a próxima epidemia, porque ela provavelmente também atacará os pulmões, porém de forma avassaladora.

O impossível aconteceu: o mundo parou

Jornal O GLOBO Segundo caderno 27.03.2020

Precisamos fazer o impossível para evitar que pior aconteça. Que ordem mundial surgirá desta pandemia? Reproduzimos parte do texto do filósofo Slavoj Zizek.

Nos últimos dias eu às vezes me pego desejando ter logo contraído o corona vírus, assim, isso ao menos poria fim a essa incerteza debilitante. Um sinal claro de como a minha ansiedade está crescendo é a forma pela qual tenho me relacionado com o sono. Até uma semana atrás, eu aguardava ansiosamente chegar o anoitecer na esperança que por fim poderia escapar para o sono e me esquecer de todos os medos da minha vida cotidiana. Agora, é quase o oposto: estou com medo de dormir porque os pesadelos me assombram em meus sonhos e têm me feito despertar no meio da noite em pânico, pesadelos sobre a realidade que me aguarda. Que realidade? Ultimamente temos ouvido bastante que são necessárias transformações sociais radicais se realmente quisermos lidar com os resultados da epidemia em curso, mas talvez já estejam ocorrendo mudanças radicais.Essa pandemia do corona vírus nos confronta com algo que considerávamos impossível: ninguém podia imaginar que algo assim realmente ocorresse em nossas vidas cotidianas; o mundo que até então conhecíamos parou, países inteiros estão em situação bloqueio total, confinamento geral de pessoas; muitos de nós estamos presos às nossas próprias residências, diante de um futuro incerto no qual mesmo que muitos de nós sobrevivam, uma mega crise econômica nos aguarda.O que isso significa é que nossa reação a isso também deve ser a de fazer o impossível, isto é, lidar como uma nova ordem mundial que decorrerá dessa pandemia existente. O impossível aconteceu, nosso mundo parou, e precisamos fazer o que para evitar o pior? Estamos enredados em uma crise tripla. Uma crise médica a epidemia em si, uma crise econômica, e, por fim uma crise de saúde mental, que não deve ser subestimada. Afinal, as direções básicas do mundo na vida de milhões e milhões de pessoas estão se desintegrando, e essa transformação vai afetar a tudo e a todos!

Por que somos submetidos coletivamente a riscos de mortes face à Covid-19?

 O que estamos vivenciando é uma obra sobrenatural e maligna transmitida por Satanás e seus agentes chamados demônios, fora de nossas leis naturais, daquilo que entendemosser comuns à humanidade; pertencendoàs leis espirituais vigentes,acontecendo quando o homem concede permissãoao diabo de promover realidades dessa natureza JÓ 2.6-7:ao afastar-se da proteção do Deus Altíssimo.

Vírus se espalha pelo planeta – fonte Jornal o Globo 11.03.2020.

Um esforço internacional de pesquisa que sequenciou o genoma – conjunto de todos os genes de uma espécie viva – de 259 amostras do novo corona vírus revelou um padrão de circulação já plenamente globalizado com o patógeno – que provoca a doença – circulando entre países europeus que se alastrou para as demais nações.

Concebido para monitorar outros patógenos, o projeto batizado de Nextrain, criou um painel de internet para monitorar a epidemia; o recurso permite a cientistas e autoridades de saúde pública identificar as rotas que o vírus está tomando para se espalhar no mundo. O projeto revelou, por exemplo, ligações de casos de vírus da Austrália com outros registrados no Irã. Algumas espécies do vírus já foram “exportadas” de volta da Europa para Ásia, caso de uma paciente de Taiwan com um tipo de vírus que saiu da Holanda. A contaminação mundial pode se manifestar de duas maneiras - entre pessoas infectadas por demônios – ou, espalhadas no mundo por espíritos malignos Efésios 6.12: pelas hostes espirituais da maldade – agentes satânicos - que vivem ao redor das nações. Cada cidade tem um governante ou dominador do mundo tenebroso sobre ela; estessupervisionam os governantes locais, que, por sua vez lideram as cidades e têm controle sobre os espíritos demoníacos, luciferianos, satânicos e demais hostes, que são os vigias locais, cuja função é propagar o caos e a maldade espiritual em todos os lugares da terra: espalhar todo tipo de enfermidades, vírus, inclusive o Covid-19, catástrofes de todos os tipos, corrupções entre os homens, mentiras, mortes, roubos, destruições, guerras, fomes, etc. e, não é o que se observa no mundo? É claro que o diabo, a Satanás é o comandante supremo dessa organização fundada sobre uma ordem prioritária de perversidades contra a humanidade, tendo todos os meios de comunicação, subordinando todos os membros de sua equipe ao redor do mundo com poderes de promoverem todas as desgraças possíveis que assolam, arruínam e destroem muitas vidas humanas por toda a terra. Estamos, atualmente, com a proximidade dos fins tempos, sujeitos a toda maldade implantada por Satanás contra a humanidade,através de seus agentes humanos,“sob seus cuidados” pessoas que lhe servem neste mundo, pessoas humanas, como as demais no mundo, afastadas de Deus, Efésios 2.2: servos que lhes servem de instrumentos Romanos 6.12-13: para a prática de todo tipo de iniquidades, perversidades contra seus próprios semelhantes, como os exemplos que acontecem no mundo. Uma existência espiritual que tem domínio atual sobre este mundo que vivemos: que muitos não dão crédito!

DE ONDE PROCEDEM AS ENFERMIDADES?

Mensagem escrita por Daisy Osborn

O primeiro sermão que ouvi sobre a cura divina intitulava-se “De onde veio a enfermidade”? Eu nunca havia pensado sobre tal pergunta. Nunca poderia dizer o que aquela mensagem fez por nós, e como influenciou nossas vidas.

No sermão, o evangelista nos mostrou claramente pela Palavra de Deus, que Satanás é o autor das enfermidades, doenças e sofrimentos, e que Deus é o autor da vida e da saúde. Até então, nunca ouvira dizer que Satanás era a causa das minhas enfermidades, mas sempre havia pensado como havia aprendido que Deus as colocava sobre mim com um propósito misterioso.

Jó 2.7: Saiu Satanás da presença do Senhor, e feriu a Jó duma enfermidade maligna, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.

Ao saber que a enfermidade vinha do Diabo, resolvi imediatamente resistir à doença da mesma forma que resistiria ao Diabo.        É o que todo cristão tem que fazer em suas orações diárias. Filipenses 4.6: Não estejais inquietos por coisa alguma: antes os vossos pedidos sejam em tudo conhecidos diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças.

Manifeste a Deus em suas orações o Salmo 91.

Eu sou uma pessoa que procuro segurança no Deus Altíssimo,

E me abrigo na sombra protetora do Todo Poderoso.

Posso dizer a Ele: Ó Senhor Deus, tu és o meu defensor,

E o meu protetor. Tu és o meu Deus e eu confio em tí.

Deus me livrará de perigos escondidos e de doenças mortais.

Ele me cobre com as suas asas, e debaixo delas estarei seguro.

A fidelidade de Deus me protege como um escudo.

Eu não terei medo dos perigos da noite, nem de assaltos            

durante o dia. Não terei medo das pestes que se espalham na

escuridão, nem do Corona Vírus que se espalha pelo mundo

Matando pessoas, livra-me desse mal. Pois, eu fiz do Senhor

Deus o meu protetor e do Altíssimo o meu defensor.

Você entendeu, complemente o restante dos Salmos 91.

Eu odiava a enfermidade e a doença, assim como odiava a Satanás e seu poder e, com toda certeza, não aceitaria mais as suas obras em meu corpo. O Evangelista prosseguiu mostrando nossa autoridade sobre o Diabo sobre suas obras, em Nome do Senhor Jesus Cristo Lucas 10.19: Quando terminou amensagem, senti-me como uma vencedora! Minha vida foi transformada, e nunca mais fui a mesma. Um notável líder espiritual disse certa vez:   “Nunca houve nação que gozasse de grande avivamento antes de a Igreja aprender a discernir demônios e os expulsar”. Esta mensagem, tem o propósito de que você possa ter conhecimento claro da obra de espíritos imundos, e consiga resisti-los e expulsá-los no maravilhoso Nome de Jesus Cristo. Enquanto lê, faça-o de coração aberto. Compare o conteúdo do que se escreve com as Escrituras. Quando descobrir os fatos verdadeiros, guarde-os no coração começando a agir de acordo com eles. O reverendo F.F. Bosworth diz:

Todo crente pode passar a dominar os demônios de uma hora para outra, se receber uma compreensão clara sobre a obra deles e sua derrota no calvário.

Que Deus abençoe seu coração e sua vida por meio da mensagem,

É a minha oração sincera e humilde. Daysy M. Osborn.

Se Deus é Bom, então porquê?

Dos escritos da Dra. Marrilyn O’Dell

A partir do primeiro homem que Deus criou, os seres humanos ganharam o Livre-arbítrio para poder optar entre Deus e Satanás. Adão “vendeu” a sua posteridade, seus descendentes ao diabo, e apesar do fato de Deus prometer algum dia, redimir a humanidade, Satanás ganhou os direitos legais na terra. A transgressão de Adão deu a Satanás direito de atormentar seres humanos com enfermidades, pobreza, angústia mental, infelicidade, pestilências e algo chamado de morte espiritual. O diabo odeia homem que foi criado à imagem de Deus. O diabo odeia você, caro leitor. Todas as gerações desde Adão têm sido sujeitas a esses tormentos. Deus criou o homem para amar, abençoar e desfrutar de tudo o que o Senhor lhe proporcionasse. Contudo, por causa deste único ato de desobediência, Satanás se tornou “o deus deste século” conforme está escrito: 2 Coríntios 4.4: O deus deste século cega os entendimentos dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do Evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. Isso significa que o deus deste século odeia o Evangelho, a Verdade sobre Cristo Jesus. O diabo cega a mente das pessoas, para que elas nunca compreendam ou aceitem o fato de que o plano de Deus para redimir e trazer de volta a paz e a saúde do ser humano foi enviar o Seu Filho. O Altíssimo escolheu o momento certo para enviar Jesus Cristo este mundo por meio do ventre de uma virgem. Foi escolha de Deus que o sangue do Seu Filho fosse derramado como um sacrifício pelos pecados de todos os homens; e vontade divina ressuscitar Jesus dentre os mortos. Quando isso se cumpriu, o plano para redimir as consequências do pecado de Adão completou. Desde então, quando qualquer pessoa que crê nessas verdades sobre Jesus e invoca o seu Nome é salvo! Salvo do quê? Salvo da morte espiritual, da pobreza, da enfermidade, da infelicidade e da angústia com que a humanidade foi amaldiçoada quando Adão traiu Deus, fazendo de Satanás o seu Senhor. Uma coisa ainda não mudou: Satanás ainda é o Deus deste mundo até o retorno de Jesus Cristo. O diabo ainda tem o direito de andar ao redor da terra, atormentando as pessoas e inspirando-as a fazerem maldades umas às outras. 1 Pedro 5.8-9: Sede cauteloso, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como um leão, buscando a quem possa tragar (destruir); ao qual resisti firme na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. Estes versículos afirmam que o diabo tenta matar ou destruir tanto os cristãos quanto os incrédulos. Os irmãos no mundo são os homens e mulheres que não são salvos ou nascidos de novo. Não existe ajuda sobrenatural para eles.

(João 9.31:). Deus gostaria de ajudá-los a lutar contra o diabo, mas frequentemente Ele não pode. Aqueles que não foram lavados no sangue de Jesus Cristo não sabem como invocar Deus para obter ajuda a fim de resistir ao diabo. Por outro lado, existe uma ajuda sobrenatural de Deus disponível para aqueles que são seus filhos. Se um cristão sabe que o seu inimigo é o diabo ou adversário, então por meio da sua fé, pode resistir aos seus ataques.

Infelizmente, até mesmo o Senhor Deus não pode deter a maioria das tragédias e sofrimentos que Satanás introduz na vida de um cristão, se este pensar que foi o Senhor quem as enviou. Muitos cristãos estão confusos sobre quem é o seu adversário e, não percebendo abrem suas vidas para o diabo destruí-los. Deus não envia tragédia e enfermidades na vida dos cristãos para ensinar lições. Tampouco recebe glória a partir dessas coisas. O Senhor fará tudo o que puder para tirar algum bem de uma situação ruim, mas isso é muito diferente de imaginar que Deus fez com que o problema começasse. A Bíblia nos conta que virá um dia em que Satanás será lançado em um lago de fogo e enxofre (Apocalipse 20.10). Agora ele está livre para andar pela terra causando destruição, dor, mortes e miséria, Infelizmente, até mesmo os cristãos censuram a Deus por causar fome, incêndios, terremotos e todo tipo de catástrofes naturais e tragédias pessoais. Eles, na verdade acreditam que Deus tenha algum propósito escondido para provocar batidas de carro, acidentes, câncer ou outras doenças fatais ou debilitantes, como a Covid-19. Deus nunca fará com que essas coisas aconteçam aos seus filhos. Ele é um doador de vida e saúde, não de morte e destruição. Quando Jesus estava na Terra, Ele nos revelou a vontade de Seu Pai. Não temos relato, nos quatro Evangelhos, de que Jesus alguma vez tenha feito alguém ficar doente. Ele curou todos que foram a Ele com fé, nunca desprezou quem quer que seja. O Livro de atos nos indica de onde vem a enfermidade.

Atos 10.38:

Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Jesus Cristo.

Este versículo nos revela que não é Deus quem nos oprime, como essa enfermidade que está assolando o mundo e matando milhões de pessoas como o Corona Vírus ou COVID-19. A opressão no homem é causada pelo deus deste século, a Satanás, o responsável pelas enfermidades. O efeito dessa opressão, fundamentalmente, trouxe bactérias, vírus, desordens genéticas etc. O planeta terra também tem sofrido. Deus não criou este mundo e a humanidade simplesmente para vê-los destruídos por terremotos, furacões, incêndios, enchentes ou quaisquer outros desastres que as companhias de seguro intitulam de atos de Deus. Eles são atos de um deus, o deus deste século! E não do verdadeiro e vivo Deus Criador. Deus também não provoca colisões de carros que mutilam pessoas ou acidentes que matam seus filhos antes de terem vida plena. A força destrutiva do diabo é efetuada pelos próprios seres humanos que não se renderam a Deus – são eles os responsáveis de agir no mundo instruído pelo diabo e seus demônios, através de todos os tipos de ardis, enganos, da vontade de fazer maldades e perversidades, pelas negligências, desleixos dos homens.Falta de cuidado, de aplicação, de exatidão, de interesse, de atenção.Em que há descuido, displicência, desatenção, desleixo, desmazelo ou preguiça; pelaausência de motivação, disposição, interesse, vigor, indolência. Negligência é sinônimo de: preguiça, incúria, inadvertência, imprevidência, descuido, desmazelo, desleixo, desatenção, displicência, indolência. Cada pessoa, ou pessoas, sejam crentes ou descrentessãoobservados por demônios experientes, ardilosos, cheio de astúcias; espertos, velhacos, que têm conhecimento das coisas cotidianas executadas pelos homens, procurando descobrir onde possam causar uma falha no serviço executado por aquela pessoa, para que em um determinado dia, aconteça uma tragédia que ocasione prejuízos e mortes a outros indivíduos.A mídia tem nos mostrado uma série de tragédias que poderiam ser evitadas se as pessoas se dessem conta do real cuidado que aquela situação requer, mas, não se dão conta que naquele momento estão sendo induzidos, influenciados ao erro por demônios. Leia o exemplo abaixo.

Rompimento de barragem em Mariana

Quatro anos depois, nas zonas arrasadas do município de Mariana, restam apenas ruínas de pequenas cidades, uma natureza devastada e milhares de pessoas sem habitações a espera de indenização. Um agravante da situação foi que o empreendimento e comunidades vizinhas à barragem não possuíam um plano de contingência, nem rotas de fuga que permitissem aos moradores se deslocar a tempo para regiões seguras. O Ministério Público de Minas Gerais havia sido contrário à renovação da licença de funcionamento da barragem, tendo solicitado a realização de análise de ruptura e um plano de contingência para o caso de riscos ou acidentes. Segundo promotor de Justiça Meio Ambiente atragédia "não foi um acidente, tampouco fatalidade" mas erro na operação e negligência no monitoramento da barragem.

Pragas de gafanhotos: Dos relatos bíblicos aos dias de pandemia da covid-19

Matheus Magenta//Da BBC News Brasil em Londres

Na Bíblia, os gafanhotos, a oitava das dez pragas, devastam árvores e campos no Egito. Nos registros do historiador romano Plínio, o Velho (23-79), 800 mil pessoas morreu de fome por causa de nuvens do inseto na região que hoje engloba Líbia, Argélia e Tunísia. A partir do fim do século 19, há registros de infestações no sul do Brasil por décadas seguidas — em Santa Maria (RS), conta-se até que uma nuvem de gafanhoto escureceu o dia, de tão densa. Atualmente, uma espécie de gafanhoto (Schistocercagregaria) consome plantações no leste da África, no Oriente Médio e no sul da Ásia, ameaça a segurança alimentar de 10% da população mundial e é considerada a praga migratória mais perigosa do planeta. A América do Sul vive hoje um misto de devastação e tensão por causa do inseto. Gafanhotos da espécie Schistocercacancellata passaram por um processo natural no qual deixam de ser solitários e passam a viver juntos. Em maio e junho, já em plena pandemia da covid-19, consumiram plantações no Paraguai e na Argentina. Agora, há expectativa de que eles possam voar para o Brasil ou o Uruguai ou mesmo se dispersarem.O governo argentino tem conseguido reduzir o tamanho da nuvem, mas condições climáticas e a dificuldade de acesso ao lugar onde os insetos estão reunidos prejudicam o monitoramento diário. Ainda sem saber se será atingido ou não, o Brasil decretou situação de emergência prévia e publicou portaria com diretrizes e agrotóxicas recomendadas para o combate da praga. O plano de ação cabe a cada Estado.O fenômeno de explosão populacional de gafanhotos tem milênios, mas até hoje o homem enfrenta sérias dificuldades para contê-lo. Meditar em Joel 1.4: versão NTLH.

Mas não há muito em curto prazo o que fazer contra as nuvens dessa magnitude, com milhões de gafanhotos que devoram “tudo o que veem pela frente” e são capazes de voar até 150 km por dia, explica Kátia Matiotti, pesquisadora do Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS. “Muitos agrônomos falam em aplicar o agrotóxico mais forte possível para eliminação total da praga, mas o importante é fazer um manejo constante e sustentável em longo prazo das espécies antes que a situação chegue a esse ponto.”Há quase 7 mil espécies desse grupo de gafanhotos, mas cerca de 20 podem formar nuvens e devorar lavouras nessa magnitude. Em 1 km², pode haver 40 milhões de gafanhotos adultos, com capacidade de consumo diário equivalente ao de 35 mil pessoas, afirma a FAO (braço da Organização das Nações Unidas para alimentação e agricultura). Uma nuvem do tamanho da cidade de Roma (quase 1.300 km²), por exemplo, tem consumo diário equivalente ao da população do Quênia (51 milhões de habitantes). Essa explosão populacional é atribuída por especialistas principalmente a fatores climáticos, como chuva, umidade e temperatura, que têm se acentuado por causa da ação do homem. Quando a conjunção favorece, essas 20 espécies de gafanhotos com características gregárias deixam a vida solitária para trás.Esse processo leva à mudança de cor, ao aumento da resistência a inimigos naturais e à liberação de serotonina no sistema nervoso do gafanhoto, o que afeta sua sociabilidade e seu apetite. Normalmente, o inseto consome o equivalente a algo entre 30% e 70% de seu peso, mas essa taxa pode subir para 100% em certas condições.Gafanhotos habitam o planeta há pelo menos 300 milhões de anos, segundo dados coletados em fósseis, e com bastante êxito, adaptados a diversos ecossistemas. Esses insetos, que em geral medem de 3 cm a 8 cm, desempenham papel ecológico importante na troca de nutrientes do ambiente, ao controlar o crescimento de plantas e transformar tecido de planta em tecido animal, se tornando uma rica fonte de proteína para predadores (incluindo o homem), por exemplo.

Quão difícil é combater nuvens de gafanhotos?

Uma espécie de gafanhoto é considerada praga quando passa a disputar espaços e recursos com o homem, causar prejuízos financeiros e ameaçar a segurança alimentar de populações humanas, além de atender outros critérios (tamanha duração do surto etc.). Uma conjunção de fatores climáticos, como níveis de temperatura, umidade do ar, chuvas e ventos favoráveis à sua reprodução, pode estar por trás do fenômeno. Há também influência do uso excessivo de agrotóxicos e da prática de monocultura, que podem eliminar predadores naturais como aves e sapos e ampliar a quantidade de alimento disponível. O combate ao gafanhoto enquanto praga é bastante complexo, e a FAO aponta alguns motivos:

*o fato de os insetos ocuparem áreas enormes e de difícil acesso (a maioria dos satélites não consegue detectá-los);

*as mudanças climáticas imprevisíveis que influenciam explosão populacional dos insetos;

*falta de recursos para monitorar e controlar populações de gafanhoto em países vulneráveis, e assim “prever” surtos;

*escassez de profissionais treinados em monitoramento e combate;

*coordenação falha entre os países atingidos;

*dificuldade de aplicar pesticidas diretamente nos gafanhotos em razão do tamanho das nuvens e da capacidade de voo (até 150 km por dia);

Fernando Rati, especialista da FAO na Argentina, afirmou que a melhor maneira de combater o Schistocercacancellata é com fumigação aérea e monitoramento constante da área onde ele vive que inclui Bolívia, Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil.No caso do gafanhoto-do-deserto (Schistocercagregaria), que atinge África, Oriente Médio e Ásia, o serviço de informações administrado pela FAO fornece previsões, alertas precoces e sobre o momento, a escala e a localização das invasões e criação.Porém, uma vez que as populações atingem níveis críticos, como na África Oriental, é necessário tomar medidas urgentes para reduzir as populações de gafanhotos e impedir que mais nuvens se formem e se espalhem. Lançados às pragas por meio de bombas manuais, veículos terrestres ou aeronaves, nuvens inteiras podem ser alvejadas e mortas com produtos químicos em um período de tempocurto. Porém, uma vez que as populações atingem níveis críticos, como na África Oriental, é necessário tomar medidas para reduzir as populações de gafanhotos e impedir que mais nuvens se formem e se espalhem.

PRAGAS DE GAFANHOTOS

ÊXODO 10.1-20: A OITAVA PRAGA: OS GAFANHOTOS.

A praga dos gafanhotos destrói toda a vegetação e todas as árvores do Egito. Dessa vez, o rei se mostra disposto a deixar que os israelitas saiam do país. Mais uma vez ele confessa o seu pecado e, mais uma vez ele muda de ideia. A paciência de Deus continuou a manifestar-se. Ainda seriam necessárias mais três pragas para que Faraó concordasse e o êxodo de Israel da servidão se tornasse um fato. Não se tinha chegado a nenhum acordo com Faraó, a conversa com Moisés terminou em uma discussão acalorada.

Não se chegou a nenhum acordo para a saída do povo de Israel da submissão ao Egito. E o Faraó ficou indignado diante das exigências de Moisés. Moisés e Arão foram expulsos à força da presença do Faraó, que não tinha aprendido a lição, e, assim precipitou-se de cabeça na sua autodestruição. O Egito, porém, já estava arruinado. Em todas as pragas do Egito, o Faraó apenas colheu o que havia semeado. O Faraó contava com colegas de pecaminosidade, embora ele fosse o maior de todos. Mas seus ministros compartilhavam com sua falta de sensibilidade espiritual, e sem dúvida por uma vontade pervertida. Ver Romanos 1.31-32: quanto à companhia de pecadores que não somente pecam, mas também têm prazer diante dos pecados alheios e chegam a elogiar os pecadores pelos erros que estes cometem. Êxodo 10.2: E também para que você pudesse contar a seus filhos e aos seus netos como Eu zombei dos egípcios e quantas coisas espantosas permiti que se fizesse no meio deles. Assim vocês ficarão sabendo que Eu Sou Deus o Senhor. Isso Deus fez em favor de seus filhos, pois Israel era um filho primogênito no exílio, e tal situação não podia mais continuar, apesar da oposição da maior potência da terra, o Egito. Yahweh demorava-se, não por motivo de fraqueza, mas a fim de ter tempo para demonstrar, no tempo eterno, o poder que seria exibido diante de Israel, por todas as gerações vindouras. Aqueles que experimentam as misericórdias de Deus estão na obrigação de transmitir essas memórias do que Deus fez às gerações futuras. A gratidão natural encarrega-se desse tipo de ação. Mas a fim de que esse dever não fosse negligenciado, aos israelitas esse dever foi constantemente imposto: Ver Deut.32-7: Josué 4.6: A PERSISTÊNCIA DA MALIGNIDADE. A voz divina indagou por quanto tempo Faraó continuaria em sua estupidez moral e espiritual, não dando ouvidosà Voz de Deus que já há tanto tempo vinha falando com ele! Êxodo 10.3: Moisés e Arão foram falar com o rei do Egito e lhe disseram: O Senhor, o Deus dos Hebreus, diz isto. Até quando você vai continuar não querendo se humilhar diante de mim? Deixe que meu povo saia do Egito a fim de me adorar. 10.4: Se não, amanhã eu vou trazer gafanhotos para o seu país. 10.5: o chão não poderá mais ser visto, pois eles cobrirão a terra; eles comerão tudo o que a chuva de pedra não destruiu e até as árvores que sobraram. Que o leitor entenda que estamos falando sobre a praga de gafanhotos, que estão se manifestando atualmente em países que fazem fronteira com o Brasil. Burckchardt, um viajante de nossos dias, foi testemunha de uma praga de gafanhotos, e disse: Eles destruíram província Jedda de tal maneira que, depois de aniquilarem as plantações, penetraram aos milhares nas residências, devorando tudo, até mesmo os objetos de couro, mas até mesmo a madeira. Ainda, os servos do Faraó o exortaram a ceder diante das exigênciaS de Moisés. O Egito estava destruído, mas o imbecil Faraó continuou agindo como se nada tivesse acontecido. A sugestão de que fosse feita a vontade do povo de Israel acabou degenerando em um debate feroz entre eles. Haveria ainda duas outras pragas. Todas as nações do diabo têm vermes. O trabalho escravo que o Faraó queria usar a qualquer custo saiu-lhe, mas caro do que valia, E de novo Faraó expulsou de sua presença Moisés e Arão. Fracassaram, a tentativa de negociação, o Faraó mandou tirar por meios violentos Moises e Arão. O mal prevaleceu; e o resultado é que haveria maior aflição. Continuaria a colheita do mal que fora semeado.

Chegado o dia seguinte, e o plano de Deus teve cumprimento conforme tinha sido predito. Moisés estendeu sua mão: primeiro em uma direção, e depois em outra, apontando em todas as direções dando a entender que a praga gafanhotos sobreviria ao território egípcio inteiro. Embora Egito já tivesse passado por muitos ataques de gafanhotos, era razoável espertar outras pragas, nunca houve praga como aquela que ocorreu quando Moisés estendeu sua mão sobre o Egito. Foi uma operação singular de Deus, com um propósito único, a saber, a saída do povo de Israel do Egito, onde estava escravizado. 10.14: Os gafanhotos se espalharam sobre todo o Egito, nos bosques, nas pastagens, nos campos, nos jardins, nos pomares, a tudo eles devoravam, invadindo toda aquela região em quantidades enormes como nunca havia acontecido antes. Eles cobriram de tal maneira o chão que este ficou preto. Devoraram toda a vegetação e todas as frutas das árvores. Em todo o Egito não sobrou nada verde nas arvores e nas plantas, Então aqui termino de falar sobre a praga de gafanhotos que dizimou todo o Egito do verde, conforme exposto. Devemos entender que poderemos sofrer as mesmas consequências, preliminarmente, face à apostasia que assola o Brasil e muitos outros países como já acontece.

CAPÍTULO 9 DE APOCALIPSE

JULGAMENTO DAS SETES TROMBETAS

Quinta trombeta: os terríveis gafanhotos

Apocalipse 9.1: Depois o quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que tinha caído do céu na terra, e ela recebeu a chave do abismo. “... estrela...”. Com base nos paralelos da literatura apocalíptica judaica, aprendemos que uma estrela sempre é símbolo de um ser anglical, santo ou decaído, dependendo do contexto. Assim a montanha incendiada de Apo.8.8: e a estrela de Apo. 8.10: não são fenõmenos naturais como cometas, meteóritos, etc. sim, invasões demoníacas na terra, por parte seres malignos, provavelmente pertencentes à classe dos anjos caídos. Não é claro se no presente versículo o ser angelical que abre o abismo é um anjo caído; mas fica perfeitamente claro que o resultado dessa ação é que seres de profunda iniquidade, de natureza espiritual, serão soltos à face da terra. O vidente João quer que saibamos que, nos últimos dias haverá uma invasão da terra por parte desses seres excessivamente malignos e demoníacos, que levarão os homens a se odiarem, maltratarem e matarem uns aos outros, de tal modo que por pouco a humanidade não será completamente aniquilada. Esses seres demoníacos são tão maliciosos e extremamente malignos que, até então, (ainda) não terão permissão de vir à terra. Esses seres malignos intensificarão as agonias à face da terra, de tal maneira que, através dessa intensa angústia, a terra será purificada, em preparação para uma nova era.
A quinta trombeta, é o primeiro ai, em sua descrição, ocupa onze versículos, porquanto há uma completa descrição da invasão por parte das hostes infernais, e daquilo que elas são. O espaço extraordinariamente grande,dado a essa visão, se deve a tremenda modificação para pior que isso trará para toda a humanidade. “... a chave...”. Será necessária essa chave porque aquele horrendo lugar está fechado para os de fora, ao mesmo tempo que o acesso de seus moradores ao exterior, está barrado. A chave serve de símbolo da autoridade para iniciar eventos e para exercer controle. Apocalipse 9.2: A estrela abriu o poço do abismo, e dele saiu fumaça, como se fosse de uma grande fornalha. E o sol e o ar escureceram com a fumaça que saía do abismo. O poço emite fumaça extremamente espessa, que obscurece o firmamento inteiro. Naquela fumaça densa manifestam-se os horrendos gafanhotos. O simbolismo (que indica fatos e ideias) sugere uma vasta invasão que obscurecerá a razão dos homens, a fim de que se ponham a práticar todas piores maldades na terra. Esses poderes malignos serão postos em liberdade por Deus, a fim de punirem os homens rebeldes. Isso soltará uma nuvem de temíveis demônios à face da terra, tão numerosos quanto a prga de gafanhotos que atormentou o Egito antigo. Apocalipse 9.3: De dentro da fumaça saíram gafanhotos, que desceram sobre a terra e receberam o mesmo poder que os escorpiões têm. Temos aqui uma forma de invasão demoníaca contra a terra de seres terríveis e perversos, de tal modo que só nos fins dos tempos lhes será permitido o acesso a terra. O fato de que são seres demoníacos, e não horrendos insetossão demonstrados por sua descrição geral, o que não se pode falar de qualquer ser vivo terreno, como também pelo fato que Satanás aparece como líder deles. São seres sobrenaturais, e não qualquer tipo de ser natural. Invadirão a terra formando nuvens, tão grande é seu número e poder, como se fossem uma praga gafanhotos. Encherão os corações dos homens de ódio, ira violência. Os homens passarão praticamente a se aniquilarem uns aos outros, em sua loucura inspirada pelo diabo. Somente os indivíduos que resolveram dar crédito à mentira e propositadamente se rebelaram contra a verdade do evangelho, é que poderão ser totalmente possuídos por esses seres demoníacos. Você, hojeestá recebendo esse conhecimento bíblico e, no final dos tempos é que ocorrerão os castigos mencionados por Deus; talvez o leitor não dê crédito a essas realidades espirituais, “pensando”, não será no meu tempo de vida na terrapor que me preocupar? Tanto aspessoas descrentescomo os crentes, cristãos, têm a obrigação de fazer esses avisos aos seus familiares, amigos e demais pessoas, pois o Senhor Deus irá cobrar o silêncio das pessoas, consulte a Bíblia em Ezequiel 3.16-21: Os cristãos, devem se preocupar com as realidades celestiais, com a salvação da sua pessoainterior e instruir os de sua família 2 Coríntios 4.16: mas, frequentam igrejas que só oferecem dos Céus (?) riquezas, milagres etc. Enfim, em frente. Nos últimos dias, por meio do anticristo, o diabo será adorado pelas pessoas; e então é que os homens terão de sofrer esse tipo de maldade avassaladora, da parte de forças cósmicas da maldade, das quais, agora, os homens são protegidos. Os juízos das trombetas anteriores já haviam descrito esse tipo de invasão, e aqui temos uma intensificação do mesmo acontecimento ver Apo. 8.8-10: As estrelas que ali são manifestas são anjos caídos. Haverá uma intervenção satânica no mundo. A mensagem principal das trombetas, Ver Capítulos 8 e 9 pois, é exatamente essa intervenção satânica. As trombetas descrevem a aproximação de forças cósmicas do mal, que invadirão a terra nos dias finais antes da volta Cristo. A Satanás será dado um período manifestação especial à face da terra, nos últimos dias, com horrendos resultados para os seres humanos. Mas, os próprios homens provocarão isso, ao prestarem lealdade ao anticristo, o falso cristo de Satanás. ATENÇÃO: Se porventura os homens não viessem a fazer tal coisa, embora iníquos, não sofreriam a intervenção satânica que tanto sofrimento lhes dará. Os gafanhotos em verdadeiras nuvens tomarão conta da terra mostrando-se ferozmente destrutivos. Os homens serão espiritualmente assediados pelo ataque de Satanás, com seus inúmeros seres malignos. Porém, por meio de tudo isso as pessoas recebem uma lição: É a isso que o pecado conduz, perceberão eles. Os homens que tiverem aprendido essa lição terão a oportunidade de entrarem na nova era de retidão, às quais escolherão. O maligno é revelado em toda sua mais temível natureza; o diabo aqui desmascarado; sua dura realidade e caráter destrutivo serão reconhecidos pelos homens. Aprenderão o que existe naquilo com que tanto se deixaram iludir; saberão o que é aquilo a que deram lealdade. Ver 1 João 3.8-10: Ali, está dado a entender pelo Espírito Deus, que a lealdade ao pecado é a lealdade a Satanás, o pai do pecado O pecado nos envolve em relações cósmicas. Aquele que é justo, porém tem Deus como seu Pai. Mas aquele que pratica o pecado é um legítimo filho de Satanás. Pelo fato da pessoa rejeitar a Jesus Cristo e seu Evangelho, não dando crédito à salvação providenciada porDeus, já esta em pecado. Ainda, Salmos 51.5: De fato, tenho sido mau desde que nasci; tenho sido pecador desde o dia em que fui concebido. Para essa questão, Deus nos dá conforme sua palavra o Novo Nascimento Espiritual para dar solução, leia o Capítulo 3 do livro de João que o leitor terá necessário entendimento. Apesar de vivermos neste mundo terreno, temos compromisso com o Mundo Espiritual, apesar de muitas pessoas não acreditarem! Compreenda 1 Tessalonicenses 5.23: A natureza do ser humano? Ele é um espírito, possuindo uma alma, e para sua passagem de seu tempo na terra, possui um corpo físico adaptado para suavida terrena.Este versículo sugere que nosso mundo ficará repleto de homens dotados desse caráter maligno; então, a vida humana tornar-se-á uma floresta de violência e ódio. Uma morte em vida, autêntico inferno. Não fora a influência positivado Senhor Espírito Santo no mundo, isso já teria acontecido desde muito tempo. Pior será a situação, entretanto, quando ocorrer a intervenção satânica. Eles têm o “poder” de ferrar como escorpiões, mediante o que o poder satânico será injetado nos homens envenenando-os e inflamando-os com tudo quanto é ruim. A loucura satânica se propagará pela terra inteira. Os homens tal como o próprio Satanás, tornar-se-ão criaturas asquerosas de ódio e malícia, em resultado da ação daqueles gafanhotos sobrenaturais. O Senhor Jesus nos declara que um pai bondoso não haverá de dar um escorpião a seu filho, se ele lhe pedir um ovo. Mas o Pai celeste permitirá que os homens que não querem arrepender-se sejam feridos pelos escorpiões de Satanás, por não terem aceitado o Senhor Jesus Cristo como Senhor e Salvador e, sim aceitado ao diabo, o qual será a fonte originária das misérias deles. Os gafanhotos não formarão as nuvens, mas sairão delas. Os gafanhotos foram oitava das pragas do Egito. Mas esses gafanhotos descritos neste versículo 3 de Apocalipse 9 são diferentes dos gafanhotos da terra; pois terão ferrões nas caudas, como se fossem escorpiões. Com os ferrões é que ferirão as pessoas, e não com a boca, como fazem os gafanhotos da terra; pois, na realidade foram proibidos de tocar nas árvores ou em qualquer erva verde; possuirão poder destruidor que ultrapassará em muito à capacidade de qualquer inseto. Esses gafanhotos serão infernais, e não naturais. Haverá uma triste realidade espiritual!

Apocalipse 9.4: Foi dito aos gafanhotos que não fizessem estragos nas ervas, nem nas árvores, nem em qualquer outra planta; somente podiam ferir as pessoas que não tivessem a marca do sinete (chancela) de Deus na testa.

O objetivo deles é o ser humano. Os gafanhotos do livro de Êxodo 10.15:surgiram em nuvens, cobrindo a face da terra, destruindo toda a vegetação. O vidente João manifesta essa forma de praga, fazendo dela um simbolismo avassalador que os poderes satânicos provocarão entre os homens. Os poderes malignos do “juízo” estarão soltos, embora ainda sem danificar aos selados. Os selados haverão de resistir com sucesso ao poder demoníaco, ficando isentos dos tormentos que esses poderes malignos imporão aos homens iníquos. O dano físico lhes sobrevirá, mas suas almas estarão livres, pois Satanás não pode tocar nelas. Mateus 10.28: Não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma. A imunidade dos santos (selados). Este versículo fala duma profunda verdade espiritual.Aqueles que pertencem a Deus serão imunes a qualquer dano real, que lhes afete a alma. Poderão sofrer dano físico, juntamente com todos os problemas e agonias comuns à humanidade. Essas realidades, agonias da vida, a humanidade já passa por ela em escala menor com a pandemia da Covid-19 e outros tormentos. Ainda: o ferrão dos escorpiões só pode prejudicar àqueles que, em si mesmos, têm algo que convida à picada. As formas de destruição, por meio do pecado e iniquidade, convidam os juízos de Deus; o dano vem através da malignidadedos poderes cósmicos malignos. Cada maldade alojada no íntimo humano prepara o caminho para alguma ferroada venenosa. Portanto, o que gafanhotos trarão na realidade, será a maldade da autodestruição, liberada com um poder torturante. O selo de Deus, nas testas dos eleitos, é um símbolo externo de sua retidão no íntimo. Os gafanhotos ferroadores virão vagandopor toda a parte, mas não terão poder algum contra aqueles que estiverem fortalecidos pela retidão no íntimo. Contudo, Cristo anunciou: Então sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados em todas as nações, por causa do meu Nome Ver Mateus 24.9: O Senhor Jesus esta manifestando, pois, tal como se vê neste versículo, que nenhum dano, poderá sobrevir a seus discípulos; o homem real, que é o ser espiritual, que estará imune dos ataques de indivíduos perversos. A morte será experimentada pelos crentes, mas não o seu ferrão, tal como acontece hoje. O sepulcro tornar-se-á moradia de nossos corpos, mas nem por isso a vitória deixará de ser nossa. Assim, como Israel no Egito, escapou das pragas que puniam aos egípcios, assim também o cristão remido, será isentado dos ataques dos gafanhotos que emergirão do abismo.

Apocalipse 9.5: Os gafanhotos não tiveram permissão para matar essas pessoas (iníquos); eles podiam apenas torturá-las durante cinco meses. A dor que causavam nessa tortura era como a dor da picada de um escorpião.

A permissão é dada por Deus. Nem as mais malignas forças espirituais têm a liberdade de fazer o que queiram, mesmo no caso dos ímpios. Suas ações são limitadas àquilo que concorda com a vontade divina. Neste caso, a vontade divina é que os juízos viessem a produzir nos homens o arrependimento. Todos os juízos divinos tendem ser disciplinadores, restauradores e não simplesmente retributivos. “... não matassem e sim atormentassem...”. Em outras palavras, que os homens ficassem vivos, mas atormentados, para que assim reconhecessem a malignidade do pecado. Mas os homens precisam de muito tempo para aprender essa difícil lição. Habitualmente, os homens prestam lealdade a forças negativas malignas, cuja única inclinação é a destruir aos homens João 10.10.a: Os homens ímpios cooperam com essas forças destruidoras. Mas, algum momento, homens perceberão a maldade daquilo a que deram sua lealdade. Em seu desespero, alguns invocarão a Deus; e Deus os ouvirá e salvará, mediante a provisão preparada em Cristo. Graças devemos dar a Deus por sua paciência. João 9.31: Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve. De modo geral, podemos considerar isso um prazo de arrependimento longo. As pragas terão o propósito de devolver aos homens o bom senso espiritual. Por isso é que lhes será dado um prazo, durante o qual suas vidas serão preservadas, mas em meio a misérias e sofrimentos que tendem por lança-los de joelhos. Talvez não haja nenhuma razão especial para essa designação de tempo. Alguns creem que serão cinco meses literais de prazo, durante o período da Grande Tribulação. Isso significaria que aqueles seres satânicos receberão poder de atormentar aos homens por cinco meses, e não mais; e isso com a finalidade de mostrar-lhes aonde levam o pecado, porquanto tem raízes cósmicas, não sendo atos isolados, conforme se aprende 1 João 3.8: e ss. Os homens terão de aprender a seriedade do pecado antes que dessa lição derivem algum beneficio, buscando libertar-se do pecado. Esses seres demoníacos, pois, lhes ministrarão essa lição, mas apenas por cinco meses exatos, o que talvez seja o tempo mais prolongado em que os homens poderão suportar tal ataque, antes de ficarem totalmente insanos. Devemos observar, após essa praga, surgiram outras que realmente matam. É que nem mesmo tão extremada medida conseguirá devolver aos homens o bom senso espiritual. “... tormento de escorpião...”. Os médicos dizem que esse tormento é intenso. Já temos observado que, pelo menos nos casos de adultos a ferroada do escorpião não é fatal, mas extremamente doloroso motivo por que os homens temem o escorpião como temem a serpente. Tudo isso simboliza o ferrão de Satanás, que introduz o seu veneno nas almas dos homens, através de seres diabólicos de ordem sobrenatural.

Apocalipse 9.6: E naqueles dias os homens buscarão a morte e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles. O sofrimento dos homens chegará a uma intensidade tal, durante a Grande Tribulação, que a humanidade em geral concordará que mais vale pena morrer, o que será uma avaliação pervertida da morte. Normalmente, os homens pensam que valem a pena viver a qualquer custo, tão preciosa lhe parece a vida. Nossos muitos hospitais, medicamentos e ênfase sobre a saúde e o bem estar físico, servem de prova disso. O período da tribulação modificará tudo isso. Não está explícito por que Deus não permitirá que os homens morram durante aqueles cinco meses, durante o juízo da quinta trombeta; mas o texto deixaclaro que isso é o que acontecerá exatamente.

Mas, o suicídio? Mas, o tormento do desespero é exatamente esse, não ser capaz de morrer: escreveu SorenKierkegaard: “Quando a morte é o maior perigo, o homem espera viver; mas quando alguém vem a conhecer um perigo ainda mais temível, espera morrer”. “E assim, quando o perigo é tão grande que a morte se torna a única esperança, o desespero consiste do desconsolo de não ser capaz de morrer”. Este versículo tem sido citado com frequênciapara caracterizar o “tipo de horrenda condição” que a Grande Tribulação imporá ao mundo nos últimos dias. 

Creio que esses últimos dias já estamos vivendo; serão vivenciados pelos nossos filhos e mais intensamente pela geração de nossos netos. Por que digo isso? É só você observar com olhar crítico para o que acontece no mundo! A Covid-19 uma doença que está matando milhões de pessoas ao redor do mundo, é normal isso acontecer? Vamos por em questão somente o Brasil! O que temos presenciado? Pessoas mortas pelos diversos tipos doenças: pestilências; fomes; mortes por armas de fogo; Feminicídio; Mortes na porta dos hospitais por falta de vagas, remédios, aparelhos etc. mortes de trânsito; catástrofes; incêndios; pelas enchentes e etc.

Apocalipse 9.7: E o aspecto dos gafanhotos era semelhante ao de cavalos aparelhados para a guerra; e sobre a sua cabeça havia umas como coroas semelhantes ao ouro; e o seu rosto era como rosto de homem.

Temos que entender, que são juízos divinos, e haverão de realizar aquilo que lhes foi determinado.
A base da presente passagem, mui provavelmente, é formada pelos capítulos primeiro e segundo do livro de Joel, No primeiro de seu livro o profeta retrata“gafanhotos literais”; no segundo parecem tornar-se uma hoste monstruosa, que se assemelha a uma cavalaria sobrenatural preparada para a batalha. Eles anunciarão o dia terrível do Senhor; e o vidente João vê uma clara descrição nisso, a qual ainda mais elaboradamente desenvolvida aqui, o que ele passa fazer. São semelhantes a cavalos, dotados de coroas de ouro. O cavalo é um animal vigoroso, usado na guerra, por ser ligeiro e capaz de produzir grande destruição. Esses gafanhotos sairão a campo como um exército conquistador de forças satânicas. Serão reis durante cinco meses, o que fica demonstrado pelas suas coroas. Não podemos ter certeza do que está aqui em foco, possivelmente se trata de algo
especial. De algum modo se assemelham a homens, embora sejam criaturas satânicas. Uma ordem de seres, dotados de inteligência sobrenatural e maligna, haverá de servir de dolorosa praga contra homens. Esse gafanhotosestarão preparados para a guerra, porquanto o juízo será severo e incansável. Os gafanhotos formarão uma vastíssima horda; nada poderá fazê-los parar; as lições espirituais que os homens se recusaram a aprender mediante a instrução, terão de aprender duramente. Isso ensina o fato que a pervertidanatureza humana não aprende com facilidade acerca do caminho de Deus.

Apocalipse 9.8: Os seus cabelos eram como cabelos de mulher, e os dentes eram como dentes de leão. A descrição, qie inclui diversos itens, não estimula a descobrir um significado especial em cada detalhe apontado; mas afirmativas são corretas, sugerindo lições morais acerca de nossas relações para com o destrutivo poder do pecado. Os gafanhotos são vorazes. Vorazes são também as forças do mal. Por essa razão é que somos aconselhados a tomar toda a armadura de Deus, a fim de protegermos e podermos combater eficazmente contra um mundo espiritual hostil. Ver Efésios 6.11: e ss. Apocalipse 9.9: As suas couraças eram parecidas com couraças de ferro, e o barulho das suas asas era como o barulho de carros puxados por muitos cavalos quando correm para a batalha. As descrições do vidente João continuam, sugerindo elementos vários da aparência dos gafanhotos. As couraças de ferro poderiam ser comparadas com a aparência da área do tórax dos gafanhotos. “... o barulho que as suas asas faziam...”. O avançar de enxames de gafanhotos demoníacos e a total incapacidade de resistir a eles, é dada aqui, como o som de carros, de muitos cavalos que avançam para a guerra. É difícil expressar o efeito na humanidade produzidopela visão da atmosfera inteira tomada, por todos os lados, até grande altura, por uma inumerável quantidade desses insetos, cujo vôo é lento e uniforme, e cujo ruído se assemelha a uma chuva pesada (uma descrição de Olivier descrevendo uma praga de gafanhotos que ele testemunhou). Muito mais impressionante, por consequência, será esse fenômeno sobrenatural, que fará descer o poder satânico até a área da vida humana. As pragas de gafanhotos mostrarão aos homens a sua impotência para enfrentar as ruinas, devastações da natureza.             

Nos últimos dias, a invasão das forças satânicas iráo aterrorizar os homens; mas eles é que as terão convidado com suas vidas ímpias, afastados, desprezando ao Senhor Deus e Jesus Cristo.

Apocalipse 9.10: Os gafanhotos tinham rabos e ferrões como os de escorpiões, e era com os rabos que tinham o poder de ferir as pessoas por cinco meses. Então, encontramos aqui a sétima característica dos gafanhotos: tinham caudas semelhantes às dos escorpiões; eram criaturas parecidas com escorpiões, dotadas do poder de infligir grande dor aos homens, embora não os matassem. E foi-lhes dado poder para atormentar aos homens por cinco meses, o período normal das atividades dos gafanhotos naturais, de acordo com seu ciclo de vida. Neste ponto, a comparação com as caracteríticas dos gafanhotos naturais termina, porque sob-hipóteses alguma os gafanhotos comuns são parecidos com escorpiões. Na verdade, o que temos neste capítulo é a descrição de seres demoníacos, e nao gafanhotos naturais e nem quaisquer outros insetos terrenos. Nenhum gafanhoto se parece com um escorpião. Mas a todo tempo devemos entender que aqui se fala sobre seres dotados de poderes demoníacos. Haverão de atormentar aqueles que os convidaram. Os homens não mostram temor ao mal, tendo prazer com ele, fazendo deleseu companheiro. Haverão de descobrir a natureza dessa companhia.

Apocalipse 9.11: Eles tinham um rei que os governava, que era o anjo que toma conta do abismo. O seu nome em hebraico é Abadom e em grego é Apolião, que quer dizer “Destruidor”. Supomos que o rei do hades e Satanás são personalidades distintas. Se o vidente João manifesta aqui a esse tipo de tradição, então o rei, o destruidor, neste caso, será um elevado poder maligno um arcanjo das trevas, mas não o próprio Satanás. Apesar de, podemos supor que esse poder maligno está sujeito ao poder do diabo. Assim sendo, o hades, o inferno, teria um rei, Satanás seria o seu chefe. E isso sinifica que o pecado nos envolve em ambientes de relações cósmicas, e sofreremos o juízo mais horrendo, o da perdição. O deus da destruição inspirará os seres demoníacos do quinto selo. Isso garantirá que o mundo será fustigado tremendamente pelos poderes malignos. Os homens serão testemunhas oculares do que o mal pode fazer, fora de controle. Os homens, então, ficarão livres do controle que o Espírito Santo de Deus exerce sobre o mundo, mediante sua lealdade ao anticristo, o qual será o homem de Satanás neste mundo.
Esse capítulo retrata a tremenda luta que cristãos terão contra esse chefe dos demônios. A Vitória só será obtida na mais horrenda agonia. Por detrás de todos os símbolos sempre importa manter em questão a realidade crua da balha entre o bem e o mal na mente. Quando o homem cede ao mal em sua alma, em sua mente, ou fazem com os seres malignos uma trégua secreta, corre o perigo de ser invadido pelos poderes demoníacos. Quando isso acontece, pode vir a ser totalmente escravizado pelo mal. Lucas 11.24:26: o quinto selo demonstra o que sucede quando isso ocorre na sociedade, entre as nações, no mundo em geral. O quinto selo garante que o mal ficará tão intensamente mau que o próprio Satanás conseguirá controlar os homens por toda a parte, excetuando aquele pequeno grupofiés de crentes, nos últimos dias.

Apocalipse 9.12: Passado é já um ai; eis que depois disso vêm ainda dois ais.

O primeiro “ai” a quinta trombeta (Apo.8.13;). O trecho de Apocalipse 9.1-11: ocupa-se com descrição desse primeiro ai. Após coisas que constituem esse ai, haverá mais duas séries de temíveis ocorrências. “O fato do vocábulo ‘ai” estar ligado às trombetas de números 5, 6, 7 mostra-nos que elas serão destacadas das demaispor ser de caráter mis virulento causando vários tipos de doenças. Durante o período da

Grande Tribulação Apo. 7.14: os juízos divinos irão se tornando mais severos, procurando levar homem ao arrependimento. Porém, os homens terão mergulhado por demais profundamente no mal, não podendo mais emergir sozinhos daquela situação. Por consequência, os cursos inteiros das mais tremendas punições terão de sobrevir contra eles. Mas, isso será uma nova era, o “milênio”, com a purificação da terra e da igreja, possibilitando a ocorrência da “parousia” segundo advento de Cristo. Portanto, os juízos divinos sempre têm propósitos disciplinadores e restauradores, e não simplesmente retributivo. “...VEM AINDA DOIS ‘AIS’....”. O segundo “a1” é o juízo da sexta trombeta descrito em Apo.9.13.21 e o terceiro “ai” é o juízo da sétima trombeta descrito em Apo.11.15-19:, após uma passagem intercalada, que descreve o rolo doce-amargo e as duas testemunhas. Aqui está a paciência e a fé dos santos. As tribulações que passam somente abrem as portas para maiores tribulações; o descanso e a vitória não chegarão, pois os poderes do mal ainda não tiveram todas suas forças esgotadas.

João 10.10.a:

A Visitação de Satanás, o Destruidor.

DESTRUIÇÃO, SOFRIMENTOS, MORTES, POR QUÊ?

Temos que ter entendimento, temos que saber avaliar o que está se passando ao nosso redor;aprendermos a ter nossos própriosjuízos investigativos, entender, avaliar e tirar conclusões lógicas a respeito de uma nova realidade espiritual mais intensa que se apresenta ao homem, ao mundo, a VOCÊ. Estamos no centro duma batalha espiritual e, a qualquer momento dela participaremos ativamente. Creia. Melhor estarmos prevenidos e termos as nossas próprias armas espirituais, para podermos combater com eficáciaessasrealidades do mundo espiritual.E, digo a você que esta sua preparação espiritual tem de ser com urgência. “Antigamente” ouvia-se falar! A manifestação do mal, de Satanás, está ao nosso redor acontecendo com muita intensidade. A doença Corona-vírus que ele infligiu humanidade acarretando milhões de mortes e outros eventos que transcende ao que é normal, além do nível habitual, tornando nossa vida terrena tremendamente insuportável. Quão terrível os nossos dias!Que apontam para o final dos tempos, com todas suas consequências descritas na Palavra de Deus. Temos compreensão do que acontece no mundo? Destruições, Mortes, Enchentes, Catástrofes, Incêndios, eventos fora da proteção do controle humano; roubos, mentiras, etc. Não, isso não é normal! Então de onde vêm estas coisas avassaladoras? Duma combinação espiritual: De Satanás. Demônios instruídos e capacitados pelo diabo. Das demais hostes espirituais malignas. E do Homem ímpio (afastado do Senhor Deus). Como se tem conhecimento os indivíduos estão colocando a culpa em Deus. Como está escrito: 1 Timóteo 4.1: O Espírito de Deus nos diz de maneira clara, que nos últimos tempos, os homens se afastarão de Deus, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrina de demônios. E, essas realidades, como dito, estão se intensificando. Atente para o poder que Satanás tem de perverter a ordem das realidades espirituais, inclusive da natureza humana, o que chamo dos abusos da natureza que Satanás usa para seus fins destrutivos. Precisamos conhecer com quem estamos lidando Efésios 2.2: do espírito que agora opera nos filhos apóstatas, ou seja, nos indivíduos que aderiram ao mundanismo e costumes seculares, substituindo os princípios de Deus. Leia com atenção os capítulos 1 e 2 Livro de Jó para que você tenha conhecimento do poder de Satanás e de seus demônios. Trago para esta Mensagem alguns trechos que não deixam dúvidas dos poderes que tem Satanás, para os acontecimentos anormais no mundo. Não entramos no porque dos assuntos teológicos expostos no livro.

A PRIMEIRA VISITAÇÃO DE SATANÁS NA VIDA DE JÓ.

1.12: E disse o Senhor Deus a Satanás: Pois bem. Faça o que quiser com tudo o que Jó tem, mas não faça nenhum mal a ele mesmo. Então Satanás saiu da presença do Senhor. Jó perde os filhos e as riquezas. Em quatro episódios de violência e calamidades naturais tudo que Jó tinha foi destruído Primeiro, seus bois, suas jumentas e alguns empregados (vs. 13-15); depois suas ovelhas e seus pastores (v.16); em seguida seus camelos e outros empregados (v.17); e, finalmente seus filhos e filhas.1.18: Estando seus filhos e filhas comendo e bebendo vinho, em casa de seu irmão primogênito. 19 Eis que umviolento furacão vindo do deserto, e deu nos quatros cantos da casa, a qual caiu em cima dos seus filhos. Todos morreram, eu consegui escapar pra trazer notícias.

BREVE COMENTÁRIO: Satanás estava com pressa querendo golpear JÓ onde ele seria mais gravemente ferido: destruiria seus bens e seus familiares. Algum tipo de festa especial seria a cena do ataque satânico, de modo que a alegria seria transformada em súbita angústia. A seção dos vss. 13-19 apresenta quatro desastres que reduziram Jó a virtualmente nada. Nesses ataques Satanás não tocou no corpo de Jó. Deus permitiu a Satanás desfechar ambos os tipos de causas para conseguir o seu propósito dentro de um cronograma rápido e preciso. Notamos dois tipos específicos de mal, os desastres naturais, que constituem o “mal natural” em que Satanás inflige à natureza a violências desproporcionais, ou seja, afastando a natureza dos seus reais propósitos normais criados por Deus; e, desastres que vêm da vontade pervertida do homem, isto é, o mal moral, praticados por pessoas ímpias, instigadas, incitadas por Satanás para os objetivos em questão. João 10.10.a: matar roubar e destruir. Satanás tem prazer de fazer a humanidade sofrer; existindo grandes forças malignas mundo, e devemos diariamente pedir a proteção de Deus contra eles. Pois; O vento soprou do deserto atacando com a força dum tornado. O vento demoliu tudo em seu caminho, incluindo a casa na qual os filhos de Jó se divertiam, se encaminhando diretamente para o alvo. O tornado foi satanicamente orientado, esse foi o segredo de sua Precisão. A primeira página do Jornal retrata idêntica circunstância do ocorrido a Jó. A participação de Satanás está por traz da cena estampada no jornal. Você não o vê... mas, o que tem acontecido na natureza não tem sido normal. Apesar do homem não fazer o necessário nessas condições que são repetidas vezes e vezes! Por quê? Não se iluda, o diabo cria as condições para seus feitos avaliando como certo a falta de atenção das autoridades públicas para essas situações. Aliás, na capa está dito: Prefeitura não investiu em prevenção. As forças demoníacas operam em cima desse erros das displicências e descaso autoridades contra necessitados.

ATOS 16.30.31: O QUE DEVO FAZER PARA FICAR LIVRE DA COVID-19

EXODO 15.26: Pois, Eu Sou o Senhor Deus que te sara.

Se ouvires atento a voz do Senhor, teu Deus, e fizeres o que é reto diante dos seus olhos, dando ouvido a seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma enfermidade virá sobre ti, das que permiti sobre os egípcios; Eu sou o Senhor, que te sara. Deus cura aos que lhe são obedientes. Entre as bençãos da espiritualidade achamos a benção da cura física.Deuteronômio 7.15: O SENHOR Deus me protegerá de toda enfermidade e nunca permitirá que eu seja atingido com as terríveis doenças com que castigou egípcios, como você bem sabe. Pelo contrário, Ele mandará essas doenças para os povos que odeiam você. Então, eu em minha sinceridade, que recebo do Senhor Jesus Cristo posso dizer como Verdade: Ele afastará de ti toda enfermidade. Uma benção adicional para os que obedecem aos preceitos do Evangelho de Cristo – Hebreus 1.1-2: – será isenção de enfermidades físicas. Os remédios ajudam na cura das doenças do corpo, sendo esse um dos dons que Deus deu aos homens. Uma injeção de penicilina pode curar quase instântaneamente certos casos de infecção, quando nossas fracas orações produzem pouco ou nenhum resultado. Mas algumas vezes Deus intervém, provendo curas milagrosas, no nível do espírito humano ou do corpo físico. Deus espera que os homens pesquisem e façam descobertas relativas às curas. Isso faz parte do desenvolvimento da humanidade. Toda forma de conhecimento legítimo tem a sua importância, e o homem deve buscar esse tipo de conhecimento. Se Deus realizasse milagres a cada doença que pode acontecer a qualquer momento, isso furtaria o homem da parte de seu desenvolvimento necessário. Uma medicina atuante é o que devemos ter. É mais importante que desenvolvamos nossas capacidades e nosso conhecer, do que sermos aliviados rapidamente de alguma dor de cabeça produzida por uma sinusite.

EZEQUIEL 33. 1-9: O VIGIA E O POVO

O Vigia não pode afastar o inimigo; pode apenas dar o alarme. Se as pessoas não se importam com alarme, isso é responsabilidade delas e não do Vigia. O SENHOR me disse o seguinte: 2 —Homem mortal, diga ao seu povo o que acontece quando Eu faço vir a guerra a um lugar. O povo desse lugar escolhe alguém para ser vigia. 3 Quando vê o inimigo chegando, o vigia dá o alarme para avisar toda a gente.4 Se alguém ouve o aviso, porém não se importa, e o inimigo vem e o mata, esse alguém é responsável pela sua própria morte. 5 Ele é culpado da sua própria morte porque não se importou com o alarme. Se tivesse se importado, poderia ter escapado.6 Mas, se o vigia vê o inimigo se aproximando e não dá o alarme, o inimigo vem e mata aqueles pecadores. Nesse caso, eu considerarei o vigia como responsável pela morte deles. 7 —Agora, homem mortal, eu estou pondo você como vigia de toda a nação de Israel. Você dará a eles os avisos que eu lhe der. 8 Se eu disser que um homem mau vai morrer, mas você não o avisar para que mude o seu modo de agir e assim salve a sua vida, aí ele morrerá, sendo ainda pecador. Nesse caso, eu considerarei você como responsável pela morte dele. 9 Porém, se você avisar o homem mau, e ele não parar de pecar, ele morrerá como pecador, mas você viverá.

07/09/2020.

Semeando a Palavra de Deus.

www.semeandoapalavradedeus.com

CAIXA POSTAL: 30003 CASCADURA- RJ – CEP 21.350-970

[email protected]

Ganhe uma Bíblia Simples remetendo para nossa Caixa dos Correios uma simples carta de 5 (cinco) pessoas que queiram se tornar um cristão bem sucedido. Não cobramos quaisquer valores para ensinar-lhes o que é necessário fazer.

Primeiro: estarem dispostas a receberem a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador.

Segundo: que a carta seja individual.

Terceiro: Nome e endereço completo com CEP atualizado.

Quarto: Não existem mágicas, dependerá dela mesma.

Ganhe este livro de presente remetendo para nossa Caixa dos Correios, 3 (três) cartas escritas por cristãos querendo fazer parte de nossos estudos: Ensinamentos bíblicos de Atos 16.30-31: “o que devo fazer para ser salvo? Crer no Jesus Cristo e será salvo...